sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

ROMEIROS E BEATOS


            O ato de refletir, infelizmente, é prática de uma extrema minoria. O que se registra na história é que poucos assumem a tarefa de pensar, enquanto a maioria assume o papel de meros seguidores. Tivemos o clássico exemplo dos milhares de romeiros e beatos, isto é, de seguidores, que acompanharam meia dúzia de líderes da Europa Ocidental até o Oriente Médio sob o pretexto de libertar o Santo Graal das mãos dos infiéis.
            Por trás disso o que havia era a enganação, o saque, o estupro e tantos e quantos crimes que entraram para história com o nome de as Santas Cruzadas.
            Os exemplos de beatos sacrificando a própria vida por cultivar de forma emocional um determinado credo são muito grandes. Caso típico ocorreu na Rússia tzarista quando Ivanovich Pugachev conseguiu reunir um bando de romeiros com o objetivo de libertar a Rússia do tzarismo. Ele próprio tornou-se agente da bandidagem e se proclamou o “Tzar Vermelho”, a quem não faltava seguidores.
            Vindo para o Brasil, tivemos o exemplo do beato Antonio Conselheiro, portador dos ideais mais conservadores e, mesmo assim, conseguiu agrupar milhares de devotos com o propósito de salvar os homens dos pecados que trazia a monarquia.
            Antonio Conselheiro, não deixava de desfiar um rosário de crendices atrasadas e em torno delas conseguiu levar ao sacrifício milhares de homens que foram dizimados em nome da hipocrisia republicana.
            O Beato Zé Lourenço, no Cariri cearense, também conseguiu agrupar romeiros e beatos em torno de meias verdades e, em nome delas, soube reagir a desenfreada repressão que a ordem constituída se lhe abateu.
            Famoso, muito mais famoso ainda, tornou-se o Pe. Cícero, condutor de romeiros e beatos, que em seu nome seriam capazes de matar, morrer, incendiar.
            Infelizmente alguns movimentos de caráter político, até com pretensões revolucionárias, levaram e levam a que uma legião de romeiros e beatos, que não se dão ao trabalho da reflexão, apaixone-se por causas insuficientemente fundamentadas, quando não, falsas, como tem sido o caso histórico da esquerda stalinista.  

2 comentários:

  1. i.g.cavalcante50@hotmail.com6 de dezembro de 2011 16:36

    REVEILLON - HOTEL PASSAGEM DO TIGRE, PARAIPABA/ CEARÁ. CURTA A MÃE NATUREZA NA VIRADA DO ANO. PACOTE A PARTIR DE 600 REAIS. CAFÉ DA MANHÃ, ESTACIONAMENTO, SUÍTE COM CAMA DE CASAL E CAMA DE SOLTEIRO, CENTRAL DE AR SPLIT ECOLÓGICO GÁS, R410a E MUITO MAIS... FAÇA SUA RESERVA JÁ! (85) 9226-2671 e (85) 9679-0408. E-mail; hotelpassagemdotigre@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Uma legião de pessoas segue bitolada, sem discutir, sem fazer reflexões das coisas a sua volta. É contínua a alienação do povo.

    É triste e deprimente ver a esquerda tão desagregada, pior é ver as forças dessas sendo gastas com atividades equivocadas!

    ResponderExcluir